Atividade Física

Atividade Física e Diabetes

De maneira geral a atividade física tem efeitos fisiológicos contrários ao do sedentarismo. A composição corporal tende a piorar no sedentarismo devido ao aumento do tecido adiposo e redução de massa óssea e da massa muscular.

Todas as qualidades de aptidão física tendem a apresentar redução em seus níveis nas pessoas sedentárias, dificultando atividade diária e reduzindo bem estar psicológico e social. O fato dos efeitos do sedentarismo ser lentamente instalados, explica por que as pessoas sedentárias não costumam ter consciência de seus malefícios. Por outro lado, as pessoas idosas sentem os efeitos do sedentarismo nas limitações que encontram para a vida diária, e nas doenças crônicas manifestadas.

A atividade física é atualmente reconhecida como um importante fator promotor de saúde em todas as idades. Estudos epidemiológicos evidenciam que as populações fisicamente ativas têm menor incidência de doenças crônicas, entre elas a hipertensão, arterial, obesidade, diabetes tipo II, dislipidemia, osteoporose, sarcopenia, ansiedade e depressão. Consequentemente diminui a ocorrência de aterosclerose e suas conseqüências: doença coronariana, doença cérebro-vascular e doença vascular periférica.

Os efeitos positivos conhecidos da atividade física ocorrem devido a alguns mecanismos conhecidos e outros ainda pouco compreendidos. Entre eles estão o aumento do HDL-colesterol, redução dos triglicerídios, redução da pressão arterial de repouso, aumento da sensibilidade das células à insulina (Diabetes), maior gasto calórico, melhora da força muscular, melhora da estabilidade articular dinâmica.

O importante é que a menor incidência de doenças sistêmicas crônicas parece ter efeito comum em qualquer tipo de atividade física, pois a relação de melhora está ligada diretamente com o gato calórico, ou seja, quanto mais calorias forem gastas em atividade física habitual maiores serão os benefícios para a saúde.

O tipo de atividade física/exercício escolhido ou indicado para cada pessoa deve ser feito de acordo com alguns critérios: Faixa etária (criança, adulto, idoso), Sedentário, praticante de atividade física ou doenças pré-existentes.

E o objetivo de cada indivíduo dentro de um programa de atividade física deve ser levado em consideração, já que alguns têm um objetivo só de melhora da atividade de vida diária e outros em atividades de competição, mas todos sempre vão ter melhora da qualidade de vida que será o bem comum.

Ivaldo Camargo – Fisioterapeuta da Clínica Ortocity Serviços Médicos

Você também pode gostar...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *